segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

ver e ouvir (1)

video

"Subterranean Homesick Blues", Bob Dylan

domingo, 17 de fevereiro de 2008

Momento poético em tempos de dureza (6)


Eu não tenho onde morar
É por isso que eu moro na areia

Eu nasci pequenininho
Como todo mundo nasceu
Todo mundo mora direito
Quem mora torto sou eu
Eu não tenho onde morar
É por isso que eu moro na areia

Vivo na beira da praia
Com a sorte que Deus me deu
Maria mora com as outras
Quem paga o quarto sou eu
Eu não tenho onde morar
É por isso que eu moro na areia

Eu não tenho onde morar, de Dorival Caymmi.

A pergunta que não quer calar

Sei que parece pergunta do Xexéu, mas é a grande dúvida nacional:
Que diabo de touquinha é aquela que o Padilha estava usando na premiação de Berlim???

Direita, volver!

A premiação de Tropa de Elite como melhor filme do Festival de Berlim pode significar várias coisas.
A mais óbvia, o reconhecimento das qualidades cinematográficas do filme, coisa que eu nunca neguei.
Que o prêmio é bom pro cinema brasileiro como um todo, também. É importante para resgatar o prestígio do cinema brasileiro, que andava obscurecido em meio à superestimada produção oriental, que há anos vem amealhando prêmios nos grandes festivais internacionais, muitas vezes com filmes de qualidade duvidosa.
Agora, a premiação sinaliza que a orientação ideológica mais alinhada à esquerda ou ao menos liberal, que sempre moveu a sensibilidade artística sofreu um vigoroso revés à direita.
Me parece que agora, no caso de dúvidas diante do discurso ideológico de um filme, opta-se pela direita. Neste sentido é indicativo que o Prêmio Especial do Juri, que nos meios cinematograficos costuma-se chamar de "segundo lugar", tenha ido para o documentário "Standard Operating Procedure", de Errol Morris, crítico às torturas aplicadas por soldados americanos aos prisioneiros iraquianos no presídio Abu Ghraib .
Essa orientação para filmes conservadores ou explicitamente de direita, como o TE, numa disputa com filmes de discurso mais progressista sempre regeu, por exemplo, a premiação do Oscar. Parece que agora orienta também o julgamento de festivais mais politizados.
Feliz mesmo deve estar Goebbels, na sua quentinha toca no quinto dos infernos. Finalmente conseguiu o seu tão desejado "Encouraçado Potenkim" de direita.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

sábado, 9 de fevereiro de 2008

ontem/hoje (final)


O passado é conhecido por todos.





































Essas imagens te chocam?


























O que você pode fazer para impedir que elas se repitam, hoje?








quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

ontem/hoje (8)



Varsóvia, Polônia, 1943.

















Começam as deportações dos judeus para os campos de extermínio.




A violência torna-se intolerável.









Grupos de resistentes iniciam um levante contra os nazistas.

































A luta é desigual e encarniçada.








































































































O levante é debelado e o gueto destruído.































Palestina - hoje.



















































Explode a resistência contra a ocupação.















































A repressão israelense é violenta.


















































































A luta é desigual.
Mas os palestinos resistem.